Celso de Mello dará voto decisivo no caso Lula

A Segunda Turma do STF, nesta terça ou no dia 25, dará continuidade a Habeas Corpus da defesa técnica do ex-presidente Lula.

O motivo: suspeição do ex-juiz Sérgio Moro por sua nomeação como ministro da Justiça de Jair Bolsonaro.

O placar está dois a zero contra o HC, com os votos dos ministros Carmen Lúcia e Edson Fachin.

Ainda votarão Gilmar Mendes, Ricardo Lewandovsky e Celso de Mello.

Tudo indica que os dois primeiros empatarão o resultado em 2 a 2.

A decisão, portanto, estará a cargo do ministro Celso de Mello.

Se ele votar contra, Lula segue preso.

Mas no caso de completar uma maioria de 3 a 2 favoravelmente ao HC, Lula prontamente libertado, salvo algum acordo heterodoxo na corte.

Momentos históricos, já sob o efeito Intercept.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *