Roger exalta Bahia após expulsão: “Foi um segundo tempo gigante”

Após empate com o Cruzeiro pelo placar de 0x0 na Fonte Nova, pelo Campeonato Brasileiro, o técnico Roger Machado concedeu entrevista coletiva na sala de imprensa da Fonte Nova. O treinador lamentou o resultado, mas exaltou a postura do clube após a expulsão de Arthur Caíke.

“A partir da expulsão, num lance que eu falei para Arthur Caíke, um misto de imprudência com rigor excessivo do árbitro, mas de todo modo, a partir desse momento, o Cruzeiro talvez tenha imaginado que teria um pouco mais de espaço para jogar e a gente conseguiu se superar com 10 jogadores, cada um deu um pouco mais, as jogadas começaram a acontecer, começaram a aparecer os espaços”, disse Roger.

Questionado sobre o desempenho do Bahia na segunda etapa, Roger destacou a confiança da equipe. “O que tinha tudo para se tornar uma tragédia, acaba saindo com saldo positivo embora com o empate, mas com a confiança resgatada depois de uma eliminação. Eu citei para os atletas no começo do jogo que esse jogo era bastante especial, justamente porque todos gostariam de ver como nós reagiríamos depois da perda da classificação da Copa do Brasil para o Grêmio”, explicou.

O treinador ainda exaltou a postura da equipe em relação às circunstâncias do jogo. “Foi um segundo tempo gigante mesmo com um jogador a menos”, finalizou.

Com 15 pontos e ocupando a nona colocação na tabela do Campeonato Brasileiro, o Bahia volta aos gramados no dia 28 de julho, contra a Chapecoense, às 11h, na Arena Condá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *