Cafu é investigado por receber dinheiro do PCC; jogador diz que “não procede”

O jogador Cafu está sendo investigado pela Polícia Civil de São Paulo por um suposto recebimento de dinheiro de uma facção criminosa. De acordo com a Revista Veja, um relatório do órgão aponta para registros de depósitos em dinheiro feitos pelo PCC em favor do ex-jogador da seleção brasileira de futebol.

De acordo com a revista, os investigadores trabalham com a suspeita de que a organização criminosa teria comprado uma posse de Cafu no bairro Alphaville, na cidade de Barueri, em São Paulo.  Não há informações sobre quanto seria a quantia.

Os repasses estavam listados em um celular apreendido com Décio Gouveia Luiz, o Décio Português, em 14 de agosto. O criminoso é um das principais lideranças do PCC nas ruas e responsável pela contabilidade da facção criminosa, incluindo a lavagem e ocultação de bens e valores.

Cafu negou ter cometido qualquer irregularidade. “Não procede [essa história de] venda de imóvel, casa ou terreno. Nada disso procede, até porque eu não tenho nem terreno em Alphaville”, afirmou em entrevista a Veja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *