Carol Nakamura fala sobre planos de adotar menino: “É uma criança que não ia ter futuro”

Wallace, de 9 anos, mora no Jardim Gramacho com a avó e nunca foi à escola

 

Há anos, Carol Nakamura, de 36 anos, frequenta o IDE – Inclusão E Desenvolvimento Pelo Esporte no Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Localizado em uma área de extrema pobreza, o projeto – liderado pelo pastor Anderson Leite – dá um novo horizonte, através do esporte, a crianças e adolescentes que, antes, não tinham nenhuma perspectiva de vida. Foi lá que a atriz conheceu Wallace, de 9 anos. O menino mora com a avó, que tem sérios problemas de saúde, e nunca foi à escola. Comovida com a história de vida do garoto, Carol decidiu levá-lo para casa com o noivo – Gui Leonel – a fim de dar uma oportunidade de estudo para ele.

“Peguei o Wallace, a princípio, para alfabetizá-lo, colocá-lo na escola e dar uma condição de vida melhor para ele. Tudo com a autorização da família. Ele mora com a avó, mas ela está muito doente e impossibilitada de levá-lo e buscá-lo na escola. Então me responsabilizei a fazer isso, já que para estudar ele precisa estar comigo”, conta à Quem.

Carol – que já é mãe de Juan, de 19 anos – diz que a ideia é adotá-lo no futuro. “Se eu fosse esperar todo o processo de adoção, que é burocrático, a criança ia perder mais um ano de estudo. Então peguei autorização para ele estudar e depois entro com o processo de adoção. Já falei com o advogado e depende da vontade dele e da família, é claro”, explica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *