Veja tudo o que não abrirá mais em Salvador a partir desta quarta-feira (25)

Salões de beleza e boates fecham por 15 dias

Os salões de beleza de Salvador deverão ser fechados inicialmente por 15 dias a partir desta quarta-feira (25). A determinação integra o decreto 32.280, publicado na última segunda (23) no Diário Oficial do Município. As novas medidas impostas pela prefeitura de Salvador visam coibir aglomerações em ambientes de grande circulação de pessoas para barrar o contágio e proliferação do novo coronavírus (Covid-19).

Além dos salões de beleza, o funcionamento de casas de shows e espetáculos, boates, danceterias, casas de festas e eventos, clínicas de estéticas e salões de dança também está suspenso por 15 dias a partir desta quarta.

Já os bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniência de postos de combustíveis poderão funcionar com restrições. Os estabelecimentos só poderão efetuar entrega em domicílio ou disponibilizar a retirada de bebidas e alimentos prontos e embalados para serem consumidos fora desses locais.

Para funcionar com delivery ou take out, os locais devem adotar as medidas estabelecidas pelas autoridades de saúde de prevenção ao contágio e contenção da propagação da Covid-19. Em caso de descumprimento da medida, o infrator pode ser penalizado, inclusive, com a cassação de licença de funcionamento.

Pelos próximos 15 dias, também ficou proibida qualquer atividade sonora na cidade, tanto em locais públicos quanto em estabelecimentos particulares. Os equipamentos de som utilizados podem ser apreendidos em caso de descumprimento do decreto.

A partir desta quarta, também estão proibidas as obras em condomínios habitados, exceto as emergenciais. A medida inclui obras em andamento. O decreto suspende a Concessão de Alvarás de Obra de Reparos Gerais, Reparos Simples, Ampliação, Reforma e Construção para imóveis habitados por 15 dias.

As academias que funcionam nas áreas comuns de condomínios e prédios também devem suspender suas atividades por 15 dias a partir desta quarta-feira.

Templos religiosos também devem suspender suas atividades com mais de 50 pessoas. Quem descumprir a medida pode ter o alvará cassado. A determinação é resultado da recepção por parte da Prefeitura do decreto do governo do Estado que limita em 50 pessoas a quantidade de pessoas em eventos e reuniões com aglomeração de pessoas. Em casos de manutenção da atividades, é necessário manter a distância mínima de dois metros entre os presentes. Antes, o limite estipulado pela Prefeitura era de 500 pessoas.

Ainda ficam suspensas as ações de perícia e os demais atendimentos da Junta Médica do Município de Salvador. Agora, todos os atestados deverão ser entregues através do email AtestadodigitalDGP@salvador.gov.br

Com as medidas complementares para o enfrentamento da pandemia, ficou determinado o fechamento por 15 dias dos mercados administrados pela Prefeitura que não comercializam produtos de primeira necessidade. A partir de quarta, fecham temporariamente as portas os mercados municipais de Itapuã, Cajazeiras, Bonfim, Liberdade e das Flores (Largo Dois de Julho).

Outras medidas
No esforço para retardar a disseminação do novo coronavírus, a Prefeitura já havia determinado o fechamento de estabelecimentos e locais de Salvador, como escolas, shoppings e praias.

No último sábado (21), foram fechados, por 15 dias, os shoppings e centros comerciais da capital, com exceção às clínicas médicas que funcionam nestes estabelecimentos. No mesmo dia, foi suspenso, por tempo indeterminado, o funcionamento do Elevador Lacerda e Mercado Modelo. As praias do Farol da Barra, Porto da Barra, Rio Vermelho, Piatã, Itapuã e Ribeira também foram fechadas ao públicos por 15 dias no último sábado.

Universidades e escolas entraram na lista dos serviços afetados. Em 18 de março, as instituições da rede municipal da capital e as universidades privadas de Salvador tiveram suas aulas suspensas por 15 dias.

Escolas da rede estadual e privada de toda a Bahia suspenderam suas aulas por 30 na quinta-feira (19). Unidades de Feira de Santana, Salvador e Porto Seguro paralisaram as atividades na última terça (17). Em Prado, as atividades escolares pararam na quarta-feira (18).

A Universidade Federal da Bahia paralisou, por tempo indeterminado, suas atividades acadêmicas e administrativas na quarta (18). Dois dias antes, em 16 de março, o reitor já havia recomendado suspensão das aulas na instituição.

Na Universidade do Estado da Bahia (UNEB), as atividades letivas presenciais de graduação, pós-graduação e extensão foram encerradas na segunda-feira (16). Avaliações e defesas de TCC deverão ocorrer via suporte online. O início do ano letivo de 2020 foi suspenso por tempo indeterminado.

Cinema e teatro foram fechados por 15 dias na última quarta (18). O mesmo aconteceu com academias e parques infantis privados.

O governo do Estado determinou o fechamento do terminal rodoviário de Salvador por 10 dias contados a partir da última sexta-feira (20).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *