Reabertura de shoppings e grandes lojas deve acontecer na sexta

Se o percentual de ocupação de leitos de UTI exclusivos para tratar pacientes com a Covid-19 se mantiver em 75% ou menos, Salvador entrará, já nesta sexta-feira (24), na fase um de reabertura de atividades econômicas, religiosas e culturais. O índice foi alcançado ontem (19), e, pelas regras de faseamento adotadas conjuntamente pela Prefeitura e governo do Estado, precisa permanecer como teto por pelo menos cinco dias consecutivos.

Na manhã de hoje (20), durante a inauguração da Unidade de Saúde da Família (USF) Antônio Neiva, no Arraial do Retiro, o prefeito ACM Neto (DEM) disse que a expectativa dos técnicos do município é que esse percentual caia ainda mais com a abertura de novos leitos ainda essa semana, a exemplo dos dez que entram em operação até amanhã (21) na unidade de emergência instalada no Hospital Sagrada Família.

O funcionamento da totalidade dos 25 leitos que a Prefeitura garantiu no hospital de campanha erguido pelo Estado na Arena Fonte Nova ao enviar os respiradores e custear a operação também será fundamental para a queda do índice. “Além disso, já havíamos aberto 10 leitos de UTI exclusivos para Covid-19 no Hospital Municipal de Salvador.  E vamos abrir outros 10 no Hospital Salvador também nos próximos dias. Todo esse esforço deu condições de nos aproximarmos do início da fase um de retomada, o que, se tudo der certo, já será na próxima sexta”, disse ACM Neto.

Faseamento

A fase um prevê a reabertura presencial, mediante protocolos gerais e específicos, das seguintes atividades: shoppings centers e centros comerciais correlatos, comércio de rua acima de 200 metros quadrado (aqueles com espaço inferior já podem abrir seguindo as regras de proteção à vida), templos religiosos e igrejas (hoje há a limitação de 50 pessoas, independentemente do tamanho do salão) e eventos culturais em sistema drive in, mediante autorização prévia da Prefeitura.

Os shoppings e centros comerciais correlatos, por exemplo, que estão funcionando apenas no sistema drive-thru, poderão reabrir com atendimento presencial nas lojas seguindo os protocolos gerais de proteção à vida, a exemplo do distanciamento social, higienização e obrigatoriedade do uso de máscaras para clientes e empregados, e os específicos, como a limitação de uma pessoa a cada nove metros quadrados em áreas comuns. Além disso, será exigida a medição de temperatura dos trabalhadores.

Fiscalização continuará

ACM Neto ressaltou que o sucesso da fase um de retomada depende do apoio de todos, seja através do cumprimento individual dos protocolos e determinações ou denunciando as irregularidades. “É fundamental que todos contribuam fazendo sua parte. Só assim poderemos fazer essa retomada com segurança. Só assim não teremos problemas depois. Ontem (19) mesmo, tivemos uma grande loja da cidade fechada porque não seguiu os protocolos determinados pelo município. Essa grande loja estava funcionando porque fazia parte das excepcionalidades do decreto (foi a Ferreira Costa, de material de construção). Mesmo com a reabertura, vamos manter essa fiscalização intensa para que as regras sejam obedecidas”, alertou.

O prefeito explicou ainda que os critérios de faseamento foram definidos de forma técnica e com base científica, para evitar grandes aglomerações e impedir que o crescimento do novo coronavírus. “Eu gostaria muito de poder determinar a reabertura de todas as atividades. Mas não cabe a mim a definição sobre isso. Não tenho prazer algum em manter atividades fechadas, muito pelo contrário. Mas precisamos seguir as determinações técnicas e científicas em nome da segurança de todos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *